quinta-feira, 17 de abril de 2014

São malucos e querem pôr-me maluca também!

Mas os casos sinistros continuam... e só conto mais dois casos de hoje que, por mim, mesmo em plena Quaresma, já me chega de penitência!!!

Como disse no post anterior, tenho estado mais na cozinha. A loja tem o orgulho de preparar os seu próprios cornetos. Isso implica horas seguidas em frente a seis pequenas chapas que irradiam muito calor e onde de x em x tempo tempos que colocar gordura para a massa não se colar. Passado pouco tempo, é um calor imenso na cozinha minúscula e com o passar das horas o ar começa a ficar pesado. Pois as chapas continuam a aquecer o ar e a queimar oxigénio, mas como não há uma janela, e o exaustor industrial existe, mas não é usado... chega-se  a uma certa altura em que os olhos ardem, a energia desce, sentimo-nos sonolentos e meios desnorteados por inalação de monóxido de carbono. Ontem a coisa foi mesmo forte e eu comecei a sentir-me muito sonolenta. Assim, abri a porta da rua para fazer corrente de ar na cozinha e ver se renovava aquele ar. O Z. (o tal sub-chefe) estava a fazer pausa e viu-me ali parada, a segurar a porta e perguntou-me o que se passava. Expliquei-lhe e ele  fez trombas. Ar fresco na cozinha?!?! Até parecia ofensa...
Hoje, voltei aos cornetos e o Z. voltou a trabalhar comigo. Eu tinha feito pausa uns 20 minutos antes e ele vira-se e diz, se quiseres fazer uma pausa de cinco minutos, beber qualquer coisa ou fumar um cigarro, estás à vontade.
Eu deixei-me estar, pois pensava que ele falava com o Fe. que estava atrás de mim, que não tinha feito pausa e que fuma. Afinal, era mesmo para mim, que não fumo e tinha estado 30 minutos fora dali. Eu fiquei espantada, ele esclarece-me ah é por causa do ar pesado da cozinha. Mas que merda é esta?!?!? Estão a gozar comigo?!?!? A sério?? Ontem, quando eu me sentia a desfalecer ele faz trombas. Hoje que eu estava fina porque tinha tido pausa pouco tempo antes ele manda-me ir fumar um cigarro durante cinco minutos?!?!? Mas é tudo esquizofrénico ou quê?!?!?

Remato com algo mais ligeiro. Ou irónico e contraditório? Ou só parvo?
A L., a tal que sabe tudo, deu-me hoje uma alegria muito grande. Hoje tive o prazer de lhe ensinar alguma coisa. xã xã xarã... Hoje ensinei-a a lavar loiça. Pronto, quanto a este assunto não digo mais nada... vou organizar umas ideias e umas fotos que tenho umas coisas engraçadas sobre a aqui a cidade e sobre Zurique para postar aqui. Amanhã, talvez. ;)

3 comentários:

Karla Xavier Xavier de França disse...

Oi Luisa,

Você trabalha em restaurante? Puxa que legal, em 2011 e 2012. A minha empresa fez 2 eventos voltados para alimentação. O evento se chamou TEDxCampos, e este ano estamos trabalhando com um ONG que se chama Banco de Alimentos - http://www.bancodealimentos.org.br/doe9/
Essa ONG atua desde 1998 com foco no combate ao desperdício e a fome. Sim, no Brasil muitos passam fome ou não tem uma alimentação correta justamente por causa do desperdício.

Abs

Luísa disse...

Olá,
eu trabalho numa gelataria. Não se vendem simplesmente gelados por lá. Uma pessoa pode comer um crepe com gelado, beber um café, fazer um lanche com os amigos...
É engraçado. Eu gosto da área de restauração (já trabalhei em hotéis e restaurantes antes), é bem interessante.
Ali nos gelados é engraçado porque vejo gente de todas as partes do mundo. :)

Saudações

Karla Xavier Xavier de França disse...

Hum, que delicia! Aqui no Brasil chamamos de sorveteria! Pasme, no Brasil, principalmente em São Paulo há mais ou menos 5 anos estão investindo pesado neste segmento.

Sempre nos perguntamos, pq não amamos tanto o sorvete como os Europeus?

A pergunta vem porque somos um pais tropical e muito quente! O verão aqui deste ano 2014, foi muito...mais muito quente! Em São Paulo, tenha dias que a temperatura chegava à 38 graus....acredite, somente deste verão, descobri a delicia que é tomar um gelato. Rsrs

Abraços